Criptodivisas

  • Criptodivisas

    As criptodivisas são dinheiro em um formato exclusivamente digital. Você pode se perguntar porquê isto é necessário. Afinal, seu banco permite que você faça transações digitais locais e internacionais, enquanto carteiras digitais, como o Skrill e o PayPal, permitem que você prescinda dos bancos para propósitos virtualmente ilimitados.

    Contudo, as criptodivisas são capazes de muito mais. A IronWave Capital aborda o básico sobre as criptomedas a partir da perspectiva de um potencial investidor.

    O que são criptodivisas?

    Em 2009, o lançamento da primeira criptomoeda do mundo, a Bitcoin, intrigou muitas pessoas. E causou ainda mais alarme. Nomes estabelecidos da indústria financeira e do setor bancário declararam o que eles esperavam que fosse a verdade: que as criptos eram uma moda e que logo desapareceriam. O contrário ocorreu; já existem mais de 2.000 criptodivisas diferentes em circulação hoje.

    Apesar do aumento exponencial em seu número e de sua crescente aceitação (embora relutante), poucas pessoas realmente compreendem como um sistema de criptodivisas funciona.

    Uma introdução às criptodivisas

    Primeiro, o nome. “Criptodivisa” é um mot-valise das palavras “moeda” e “criptografada”. Elas fazem referência à cada unidade da moeda que contém informações criptografadas do seu valor e de todas as transações nas quais esteve envolvida. O registro digital é chamado de “blockchain”.

    Segundo, as criptodivisas são um meio exclusivamente digital de troca. Diferente de uma moeda tradicional, não existe versão física de uma criptomoeda e todas as transações são eletrônicas. Por isso, as criptomoedas prenunciam a visão de uma sociedade sem dinheiro há muito imaginada pela literatura.

    Terceiro, as criptodivisas são “mineradas” de um modo análogo ao modo como os bancos centrais imprimem dinheiro. Contudo, o processo de mineração é muito mais complicado. Computadores poderosíssimos precisam funcionar de modo ininterrupto para criar uma única blockchain que será parte integral de uma criptodivisa. Isto consome uma imensa quantidade de recursos e de esforço.

    Criptodivisas populares

    A popularidade das criptodivisas como meio alternativo de pagamento e de investimento impulsionou mais de 2.000 variações delas. Contudo, a maior parte das transações, e quase todo o valor do mercado de criptos, estão limitados a alguns poucos players. Eis alguns players que já deixaram ou estão deixando sua marca.

    Bitcoin (BTC)

    A primeira e, de longe, a criptomeda mais popular, a Bitcoin é a criação da mente de um japonês que responde pelo pseudônimo de Satoshi Nakamoto. Quando Nakamoto lançou a Bitcoin em 2009, seu objetivo era criar uma rede de pagamentos peer-to-peer que sucederia plataformas como o PayPal, uma vez que não praticava taxas ou cobranças.

    Esta foi a primeira utilização da blockchain para este propósito. A Bitcoin usa “blocos” de informações que registram uma transação e, quando a Bitcoin é usada em outra transação, outro bloco é adicionado ao(s) anterior(es), criando uma “corrente de blocos” ou “blockchain”. A Bitcoin foi criada como um recurso finito, e a mineração de Bitcoin terminará quando 21 milhões de Bitcoins forem criadas.

    Ethereum (ETH)

    Embora a Ethereum seja uma plataforma recente, sendo lançada apenas em 2015, ela é a maior rival da Bitcoin. Os tokens de Ethereum são chamados “Ether” e possuem a maior participação percentual por capitalização de mercado do mundo das criptos, atrás apenas da Bitcoin. Seu atrativo é que ela oferece mais que apenas uma moeda, mas também uma plataforma de software completa.

    Enquanto o Ether mantém a fundação da blockchain para funcionalidade, sua versatilidade embutida permite que ele haja como substituto de aplicativos, armazenamento na nuvem e soluções de pagamento. Um ecossistema auto-contido desta natureza tem o potencial de revolucionar o modo como as transações e as interações ocorrem na internet. Outra vantagem da Ethereum é que seu processo de mineração de blocos é significativamente mais rápido que o da Bitcoin.

    Ripple (XRP)

    O Ripple é um token de cripto criado pelo laboratório Ripple em 2012. Ele também usa o registro retrospectivo da transação para validar suas moedas, como a Bitcoin e a Ethereum. A vantagem exclusiva do Ripple é sua fluidez: diferente da maior parte das demais criptodivisas, ele consegue processar transações em quase qualquer moeda.

    Esta característica levou a uma ampla aceitação do público, a ponto de ofuscar seus competidores, inclusive sendo adotado por instituições financeiras. O Ripple já é a terceira maior criptodivisa por capitalização de mercado. O XRP é diferente, pois suas moedas não podem ser mineradas. 100 bilhões de XRP foram criados em seu lançamento e seus criadores dizem quem nada mais será emitido.

    Como negociar com CFDs de criptodivisas?

    Um único token das criptodivisas mais populares está cotado em milhares de dólares. Isto as coloca fora do alcance da maior parte dos investidores. Para aqueles que possuem o capital para investir, os movimentos normais dos preços resultam em uma expansão de investimento quase insignificante. Contudo, os investidores ainda podem lucrar com os CFDs de criptomoedas, devido à natureza alavancada desses instrumentos. Embora a alavancagem amplifique os lucros, ela também amplifica as perdas

    Os CFDs são Contratos por Diferença. Enquanto um investimento normal envolve a compra de um produto físico ou digital, os CFDs especulam unicamente em cima da direção do movimento de um instrumento. Isto significa que você não compra ou vende nada de fato: você faz uma suposição bem informada sobre o preço futuro do derivativo.

    Deste modo, você também pode ganhar muito dinheiro com a queda de preços!

    O segundo passo para negociar com CFDs de criptodivisas é abrir uma conta de trading junto à uma corretora conceituada como a IronWave Capital. Você não precisa de uma carteira de moeda digital separada, mas pode simplesmente usar sua conta normal para investir em todos os produtos que oferecemos.

    A pesquisa é uma ferramenta inestimável para os investidores. Use o calendário econômico da IronWave Capital e os eventos financeiros correntes para decidir se uma criptodivisa terá variação e em qual período: um dia, uma semana ou um mês. Use nossa plataforma de trading on-line para conduzir um CFD na direção da movimentação e o sistema deduzirá o montante relevante da sua conta e o posicionará no CFD.

    No momento de maturação do CFD, o sistema verificará a posição relativa da moeda digital. Se sua especulação for correta, seu investimento e seus lucros serão creditados em sua conta. Se o inverso acontecer, você perderá seu investimento e será responsável pelo custo da negociação.

    Não deixe de considerar que o trading com CFDs pode resultar em perdas nos mercados voláteis. Invista e negocie apenas com dinheiro que você pode perder de modo confortável.

    Quais são os riscos?

    As criptodivisas funcionam de modo semelhante às moedas de nações soberanas, como o dólar americano, a libra esterlina ou o yen japonês. Contudo, elas negociam em uma área que está fora dos controles tradicionais – e das proteções tradicionais – dos bancos centrais e das reservas cambiais.

    A maior preocupação para os investidores que consideram investir em criptos é a fraude financeira. Apesar das medidas de segurança e da tecnologia sofisticada, houveram casos de carteiras hackeadas. Considere de modo equilibrado, contudo. Mais empresas foram enquadradas por fraudar seus números do que criptodivisas foram hackeadas.

DOWNLOAD OUR APP

Baixe nosso aplicativo e ganhe uma oferta especial!

Instale nosso aplicativo e ganhe uma promoção especial!